Após denúncias, Sema e ANM anunciam plano de segurança em barragens de MT

Fonte: RDNews

A secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e a Agência Nacional de Mineração (ANM) assinaram um termo de cooperação técnica para desenvolvimento de ações conjuntas para execução da Política Nacional de Segurança de Barragens em Mato Grosso, nesta terça (30). O acordo também prevê a troca de conhecimentos e informações para viabilizar o atendimento da legislação vigente.

Como revelou o , a população de Poconé está preocupada com as atividades de mineração. As mineradoras atuam dentro e até no centro da cidade e também seus distritos. O material, oriundo dos rejeitos da atividade, invadem ruas, estradas e causam rachaduras nas casas (quando não as derrubam).

Os dois órgãos irão definir um plano de trabalho iniciando as atividades pelo município de Poconé, região onde é feita exploração de ouro. O município é o que mais possui barragens em todo o Mato Grosso. Segundo dados da ANM, são 33 atualmente.

Para a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, a ação coordenada na região atende a um anseio da população por informações claras sobre a situação das mineradoras. Isto por que os empreendimentos estão próximos da área urbana e do Pantanal.

“A partir do conhecimento técnico dos dois órgãos, cada um em sua especificidade, poderemos produzir relatórios ou notas técnicas para traduzir para a sociedade a real situação dos empreendimentos do município. A partir dessa experiência, teremos também a oportunidade de definir uma metodologia de trabalho que poderá ser aplicada nas próximas operações”, defende a gestora.

O plano de trabalho prevê ainda as visitas ao município pantaneiro no mês de maio e consolidação dos resultados até o final de junho.

Para o gerente regional da ANM em Mato Grosso, Serafim Carvalho Melo, o acordo também é uma oportunidade para esclarecer à população sobre os riscos reais e a importância da atividade da mineração. “A exploração de minério é imprescindível para a vida moderna e sendo realizada de forma controlada e com responsabilidade tem seus impactos sobre a o meio ambiente minimizados”, destaca.

Ele reforça que Mato Grosso possui características distintas de Minas Gerais: “O material que exploramos e a geomorfologia são completamente diferentes. Portanto, é importante tranquilizarmos a população, já que os riscos não são os mesmos”.

Pelo acordo, que terá vigência de quatro anos, a ANM irá compartilhar informações relativas à segurança de barragens e realizar a transferência de conhecimento técnico para o desenvolvimento da atividade de fiscalização aos servidores da Sema. Já o órgão estadual irá atuar em operações conjuntas com a gerência regional da ANM, além de compartilhar informações e conhecimentos que possam ser úteis à agência.