Em MT, 76 pessoas foram mortas em confronto com a polícia, segundo monitor da violência

Fonte: G1 MT

Setenta e seis pessoas foram mortas em confrontos com policiais, em Mato Grosso, em 2018, segundo dados do monitor da violência, divulgados nesta terça-feira (7). No mesmo ano, dois policiais foram mortos, no estado.

O levantamento faz parte de uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Os dados são disponibilizados pelos órgãos de segurança pública dos estados. O levantamento revela que:

O Brasil teve 6.160 pessoas mortas por policiais no ano passado – um aumento de 18% em relação ao ano anterior, quando foram registradas 5.225 vítimas
A taxa de mortes pela polícia subiu de 2,5 para 3 a cada 100 mil habitantes em um ano
O Rio de Janeiro é o estado com a maior taxa de mortes por policiais: 8,9 a cada 100 mil
O país teve 307 policiais assassinados em 2018 (menos que em 2017, quando 374 oficiais foram mortos)
O Rio Grande do Norte tem a maior taxa de policiais mortos do país: 2,7 a cada mil
Das 6.160 mortes cometidas pela polícia em 2018, a maioria (90%) aconteceu com policiais em serviço. Os 10% restantes são vítimas de policiais civis e militares na ativa, mas que não estavam trabalhando no momento.

O Rio de Janeiro é o estado com a maior taxa e o maior número absoluto de pessoas mortas em confronto com a polícia: 1.534 vítimas, o equivalente a 8,9 assassinatos a cada 100 mil habitantes. O dado representa 1/4 do total de mortes pela polícia no país. A taxa é a mais alta registrada no estado desde 1998, ano de início da série histórica.

Mortos pela polícia em MT
Em setembro do ano passado, dois jovens suspeitos de fazerem parte de uma facção criminosa foram mortos, em Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, Marcos Antônio Vieira, de 23 anos, e Luis Victor de Sá, de 20 anos, estavam em uma residência quando foram abordados. Os policias tinham ido até o local após denúncia de que havia uma quadrilha dentro da casa.

Segundo o boletim de ocorrência, os jovens dispararam contra os policiais durante a abordagem. Os militares revidaram os disparos e atingiram os rapazes, que morreram no local.

Policial morto em MT
Um dos policiais mortos em Mato Grosso, no ano passado, é o sargento da PM Ilário Vilela Silva, de 42 anos. Ele foi morto a tiros durante uma abordagem, em Rondonópolis, a 218 km de capital.

De acordo com a Polícia Militar, o sargento e outro soldado faziam rondas quando avistaram um carro estacionado em frente a um supermercado em construção.

Dentro do veículo estaria um vigia que havia sido contratado pelo proprietário do supermercado. Ele teria se assutado com a aproximação do policial e disparado cinco tiros contra o PM.