Administração de Guarantã do Norte se desdobra para honrar compromissos com servidores

Fonte: Assessoria

O prefeito de Guarantã do Norte, Érico Stevan Gonçalves, assumiu o comando do município em janeiro de 2.017 pontuando que o servidor público é o maior patrimônio do município e fez compromisso de respeitar os direitos de cada servidor. De imediato o prefeito recebeu diversas reivindicações dos servidores através das lideranças de seus respectivos sindicatos. Entre as cobranças dos lideres sindicais constavam a cobrança do RGA de anos anteriores que não haviam sido pagos pelos gestores da época. Jean Amorim presidente do Sindicato dos servidores públicos municipais reivindicava o RGA de 6,23 % referente ao ano de 2014 que não fora pago pela ex prefeita Sandra Martins. Em negociações entre os lideres do sindicato e o chefe do executivo municipal, esses valores foram quitados de forma parcelada durante o ano de 2.018. Por sua vez os representantes dos profissionais da educação liderados pela presidente da sub sede do SINTEP em Guarantã do Norte, Elza Alves F. Nascimento, reivindicavam a diferença do RGA do ano de 2.015, aos profissionais que trabalham no apoio da educação, que também não fora pago na época. A negociação das lideranças do SINTEP com o chefe do executivo se estenderam tendo em vista a Lei de Responsabilidade Fiscal. Em maio deste ano chegaram ao entendimento para o pagamento dos 4,67% sendo pagos 2% em outubro de 2019 e 2,67% em 2.020.

O prefeito Érico Stevan Gonçalves enviou projeto de lei ao legislativo municipal solicitando autorização para iniciar a quitação do RGA de 2015 aos profissionais da educação que na época não receberam.

“-Esse é mais um compromisso que estamos honrando com nossos servidores. Eu sempre disse que o servidor público é o maior patrimônio do município. Isso não é somente discurso, os lideres sindicais estão sempre dialogando com a gente e sabem o esforço que vem se fazendo para honrar e respeitar o direito de cada servidor. Infelizmente a gente não consegue avançar mais devido a Lei de Responsabilidade Fiscal que nos limita principalmente no que diz respeito aos gastos de pessoal. Mas estou feliz por estar honrando mais esse compromisso com os nossos servidores.” Comentou o prefeito Érico.