Calor e baixa umidade do ar deixa MT em alerta

Neste sábado foi de muito calor e baixa umidade do ar em Cuiabá. Foi registrado uma temperatura de 38 graus na estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia. A previsão é que a umidade chegou a 23% no final do dia.

O calor intenso e a baixa umidade do ar serão sentidos em quase todo o Centro-Oeste do Brasil durante toda semana. A presença de uma forte massa de ar seco inibe a formação de nuvens carregadas. Apenas, no norte de Mato Grosso são esperadas pancadas de chuva com raios à tarde, por causa tempo quente, úmido e abafado.

Por causa do forte aquecimento e do calor, os níveis de umidade poderão ficar abaixo dos 20%, em municípios do centro-sul de Mato Grosso, região de Rondonópolis e Cuiabá.

A previsão para o domingo (9) é que os termômetros cheguem a 40ºC e registrem mínima de 20ºC. Não há previsão de chuva para os próximos dias.

Já na segunda-feira (10), a máxima deve chegar a 38ºC e a mínima deve ser de 22ºC.

Baixa umidade

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um indicador a partir de 30% da umidade relativa do ar já pode ser considerado estado de atenção. Abaixo dos 20% é considerado estado de alerta e menos de 12% estado de emergência.

Para o diretor de Proteção e Defesa Civil do Município, Paulo Wolkmer, é fundamental ficar atento às quedas deste índice, considerando as indicações necessárias para a preservação da saúde.

“Cuiabá tem previsão de chuva, apenas na primeira quinzena de setembro. Com a umidade em estado de alerta, a população deve seguir todas as diretrizes já determinadas, suprimindo os exercícios físicos e trabalhos pesados ao ar livre entre os horários das 11h e 15h. Com o índice alcançando 12% para menos, as circunstâncias são ainda mais delicadas e em casos dessa natureza as restrições incluem também a possível interrupção imediata de toda e qualquer atividade externa entre às 13h e 15h. Estas recomendações, quando seguidas, vão permitir que este período mais sensível vivido pela Capital possa ser enfrentado com maior tranquilidade por nossa população”, disse o diretor.

As principais providências que devem ser tomadas para evitar ou pelo menos amenizar esse problema é:

• Evitar exposição prolongada ao sol durante os horários de maior calor (das 12h às 16h). Fazer a ingestão de bastante líquido.
• Fazer o uso de roupas leves quando a temperatura estiver acima de 28°C.
• Dormir em local mais arejado e umedecido (podem-se usar umidificadores de ar, toalhas molhadas ou reservatórios com água).

• Evitar choques térmicos.
• Evitar fazer grandes esforços físicos.
• Fazer o uso de filtro solar para evitar o câncer de pele e, para evitar o ressecamento da pele evite tomar banho em águas com temperaturas muito elevadas.
• Caso apresente algum sintoma de doenças respiratórias, que são comuns nesse período, procure auxílio médico para trata-lá imediatamente. O melhor exemplo é a rinite alérgica, a asma, bronquite, entre outras.

 

24HORASNEWS.COM.BR