Com a 10, Paquetá cita Pelé, Neymar, Zico e Ronaldinho, e quer Seleção entrosada no olhar

Fonte: Alexandre Lozetti — Porto, Portugal

Com a lesão de Neymar, Lucas Paquetá recebeu a camisa 10 da seleção brasileira para os amistosos contra Panamá e República Tcheca. Uma honra para quem será titular da equipe pela primeira vez neste sábado, na cidade do Porto. E tema também de sua entrevista coletiva.

Depois do treino desta quinta-feira, questionado sobre o número, o ex-meia do Flamengo, atualmente no Milan, citou os jogadores de quem se lembrou ao receber a camisa 10.

– Neymar, Ronaldinho, Pelé, Zico. São tantos que vestiram essa camisa, e hoje tenho oportunidade. Espero dar meu melhor para corresponder às expectativas – declarou Paquetá, que também adiantou o que fará com a camisa do jogo.

– Vou colocar no quadro, sem dúvida (risos). Guardar em casa, mostrar para a família. Ter história para contar.

Tite não vê a hora de escalar Arthur e Paquetá ao lado de Casemiro. Esse será o meio-campo titular do Brasil diante do Panamá. O trio jamais começou uma partida, então o novo 10 ressaltou a importância dos treinamentos para que o desempenho seja bom no sábado.

– Procuramos conversar bastante e entender melhor a bola que o jogador prefere. Como o Casão (Casemiro) prefere que eu ajude, o Tite nos dá esse suporte, essa liberdade de procurar entendimento em campo. Espero que no jogo estejamos ligados um ao outro porque em campo é difícil a comunicação. Entender o jogador no olhar é importante e estamos buscando nos treinamentos para executar da melhor maneira – explicou.