Conab aponta ‘descontentamento’ com preços e estima que produtores de MT plantarão menos arroz

A área cultivada com arroz em Mato Grosso deve ter uma redução de 9,9% na safra atual, em comparação com a última. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a projeção é de que o total destinado ao cultivo seja de 134,5 mil hectares, enquanto que na safra 2017/18 chegou a 149 mil hectares.

Conforme a companhia, a diminuição é oriunda das lavouras em sequeiro, que correspondem a mais de 95% da área relacionada à rizicultura no estado. A Conab cita ainda que há um “descontentamento por parte de alguns produtores em relação aos preços do cereal, considerados aquém do esperado”.

O plantio do arroz em Mato Grosso teve início na segunda quinzena de novembro e, de acordo com a Conab, os trabalhos deverão se estender até o fim de dezembro. Para a companhia, o “atraso” no plantio do cereal foi “intencional”, para evitar que o período de colheita coincida com o de chuvas, “pois quando o grão está em maturação o excesso de umidade causa queda de produtividade e de qualidade do produto”.

A estimativa apontada no levantamento é de que o rendimento médio da cultura no Estado tende a se manter similar ao número final apresentado em 2017/18 que foi de aproximadamente 3.282 kg/hectare. Caso a estimativa se confirme, Mato Grosso deve produzir 441,5 mil toneladas, 9% a menos que as 490 mil toneladas produzidas na safra passada.

Fonte:Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)