“É humanamente impossível fraudar o resultado da urna eletrônica”

Desde que o candidato a presidência do Brasil Jair Bolsonaro (PSL) levantou suspeitas de possível fraude nas urnas eletrônicas durante a votação do próximo dia 7 de outubro, muitos eleitores passaram a desconfiar da segurança do processo.

Em Mato Grosso, o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Luiz Cézar Darienzo, garantiu que o equipamento é100% confiável.

Em entrevista ao MidiaNews, ele lembrou que a urna eletrônica surgiu para corrigir as fraudes que existiam na votação em cédulas de papel, como, por exemplo, o arremesso das urnas com os votos em rios.

Ressaltou que o modelo de votação defendido por Jair Bolsonaro, o voto impresso, é como voltar ao padrão passado, ou seja, de fraudes.

Segundo Darienzo, é “humanamente impossível” fraudar uma urna eletrônica com a tecnologia desenvolvida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e que, segundo ele, é uma das melhores do mundo.

“Hoje o maior problema que temos na eleição não é tecnológico, mas sim, cultural, educacional, que é a compra de votos”, defendeu.

Fonte: Site Mídia News