Homem de 28 anos é morto com um tiro na cabeça em Guarantã.

Fonte:Só Notícias

O homicídio de Marcelo Bezerra da Silva, 28 anos, ocorreu na noite do último sábado, em Guarantã do Norte. A vítima foi morta com um tiro na cabeça, no cruzamento da rua dos Lírios com a Sibipirunas, no bairro Agapito.

Conforme registrado em boletim de ocorrência, a Polícia Civil descobriu um plano para a execução de duas pessoas no município, identificadas como o “preto e o branco”. Com informações obtidas por meio de interceptação telefônica autorizada pela Justiça, os investigadores ficaram sabendo do provável homicídio que ocorreria nas proximidades de um bar, na avenida Dante Martins de Oliveira.

A Polícia Militar foi avisada e se deslocou até o estabelecimento. Durante o trajeto, porém, foi informada de um homicídio em outro local (rua dos Lírios). Os militares foram ao endereço indicado e encontraram Marcelo sendo atendido pelo Corpo de Bombeiros. Em seguida, o óbito foi constatado e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada.
Segundo registrado no documento policial, o primeiro diálogo por telefone, no qual eram combinadas as mortes das duas pessoas, ocorreu antes do assassinato de Marcelo. Após o homicídio, em outra conversa, um dos suspeitos pede para o outro acusado enviar fotos para comprovar a execução.

Os policiais conseguiram o endereço e foram até a casa de um dos acusados, no bairro Aeroporto, onde a mãe dele deu autorização para a busca. No quarto do suspeito, os militares encontraram R$ 450 em dinheiro e um objeto com resquícios de “substância análoga à maconha”.

O acusado, que não estava em casa, acabou sendo preso, posteriormente, em um hotel no município. Ele foi encaminhado para a delegacia municipal e o caso segue sob investigação.

A funerária Pax e Memorial informou que Marcelo foi velado na capela ao lado da empresa. Ele foi sepultado hoje, no cemitério de Guarantã.