Impulsionado pela indústria de transformação, Sinop gera mais empregos pelo 6º mês seguido

O município gerou mais empregos também em setembro. Foram 327 pessoas empregadas a mais, saldo de 1.996 contratações e 1.669 demissões feitas por empresas de todos os segmentos da economia sinopense. Os dados foram divulgados ontem à tarde, pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho. Esse é o sexto mês seguido que Sinop gera mais empregos – em agosto foram 305 funcionários contratados a mais. O resultado do mês passado foi melhor com 22 vagas a mais.

A indústria de transformação foi o setor que mais gerou empregos em setembro. Foram contratados 121 trabalhadores a mais com carteiras assinadas, resultado de 342 admissões e 221 demissões. O comércio teve o segundo melhor desempenho, com 106 a mais, resultado de 754 admitidos e 648 demitidos.

As empresas do setor de serviços contrataram 44 trabalhadores a mais, resultado de 604 contratações e 560 demissões. Na sequência, aparece a agropecuária com 21 – resultado de 119 contratados e 98 dispensados

Só Notícias também apurou que a construção civil gerou 38 empregos a mais. Foram 167 formalizações e 129 rescisões. Houve três demissões no setor de serviços industriais de utilidade pública.

Com resultado de setembro, Sinop empregou 2.522 trabalhadores a mais desde janeiro. Até agora, foram 18.223 contratações e 15.701 demissões. Nos últimos 12 meses, foram 1288 vagas a mais – saldo de 21.397 desligamentos e 22.685 contratações.

Pelo quinto mês consecutivo, Mato Grosso tem saldo positivo na geração de empregos. Em setembro foram 3.986 vagas a mais. Juntas, indústrias e empresas contrataram 31.394 pessoas e demitiram 27.408. O resultado de agosto foi um pouco menor em relação a setembro quando foram gerados 4.398 novas vagas com carteiras assinadas (-412).

O balanço do mês passado aponta ainda que Cuiabá, Sorriso, Rondonópolis e Sinop estão entre os principais geradores de empregos.

Só Notícias/Cleber Romero (foto: Só Notícias/arquivo)