Peixoto de Azevedo arrecadou em impostos no ano de 2018 mais de R$ 4.000.000,00 com a comercialização do ouro extraído de garimpos

Fonte: Resumo Diário

Em pesquisa recente feita via internet a reportagem do site Resumo Diário constatou que o município de Peixoto de Azevedo arrecadou uma quantia de R$ 4.121.648,44 (quatro milhões cento e vinte e um mil e seiscentos e quarenta e oito reais e quarenta e quatro centavos), recurso este que representou cerca de 4,85% da previsão orçamentária anual de 2018 do município, que teve o valor previsto na LOA (Lei de Diretrizes Orçamentária) o valor de R$ 84.800,000,00, proveniente da comercialização do ouro extraído na Região do Vale do Rio Peixoto, dinheiro este que aqueceu a economia local no ano de 2018.

Por se tratar de rubrica orçamentária proveniente de recurso próprio, o poder executivo municipal pôde investir em saneamento básico, saúde, educação, e infraestrutura. Estes dados comprovam a potencialidade do garimpo no município de Peixoto de Azevedo que atualmente tem 100% da sua arrecadação mineral proveniente dos garimpos.

Em entrevista exclusiva a este site, o Presidente da Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto – COOGAVEPE, Sr. Gilson Gomes Camboim informou a nossa reportagem que espera um aumento significativo na arrecadação para o ano de 2019 com a legalização de novas áreas que estavam em trâmite documental para liberação de licenças de operação junto ao órgão fiscalizadores, fomentando ainda mais a economia da cidade de Peixoto de Azevedo.

Gilson completou em sua fala dizendo que se as legalizações ambientais fossem feitas pelos municípios além de gerar menos custo ao garimpeiro, poderia ampliar significativamente a arrecadação com o recolhimento de taxas, segundo o presidente da Cooperativa os órgãos reguladores atualmente encontra-se com seu quadro de servidores muito abaixo do que é necessário para dar maior agilidade no atendimento, Finalizou Gilson.