Sindicato aponta queda de até 3% na produtividade da safra de soja em Lucas do Rio Verde

Fonte:Só Notícias

A colheita da safra de soja 2018/19 em Lucas do Rio Verde foi encerrada no final de semana. Conforme levantamento feito pelo Sindicato dos Produtores Rurais, fechou com uma média de 56,5 sacas por hectare. O índice é 3% menor que o registrado na colheita anterior. De acordo com o presidente do sindicato, Carlos Simon, o clima foi o principal responsável pela redução na produtividade.

“A safra passou por dois períodos muito distintos durante o processo de floração e maturação. No início, houve um longo tempo de chuva e o céu muito encoberto, dificultando o trabalho de fotossíntese das plantas e prejudicando o desenvolvimento dos grãos. Em dezembro, ocorreu uma estiagem de diversos dias que aceleraram o processo de maturação dos grãos no pé, fazendo com que eles não ganhassem tanta massa quanto o esperado” avaliou o presidente.

A preocupação dos agricultores, passa a ser o baixo valor oferecido pelo mercado. Ao longo das últimas semanas o preço médio para a saca de 60 kg não tem passado dos R$ 65, caindo a R$ 60 em alguns momentos.

“Há muito produto para ser vendido agora, mas o preço ofertado pelo mercado hoje não compensa. Está muito abaixo daquilo que se esperava quando a soja foi plantada. Aqui em Lucas do Rio Verde, por exemplo, os agricultores sempre trabalharam com a expectativa de vender a US$ 19, mas hoje não passamos dos US$ 16. Isso representa um prejuízo de 15% para a receita”, afirmou Carlos Simon.